© Copyright 2013 Associação de Defesa do Património Histórico e Arqueológico de Aljezur
Rua João Dias Mendes 48, 8670-086 Aljezur 282 991 011 965 090 518
adpha@sapo.pt
Museu Antoniano
 
     A capela de Santo António, edificada na zona histórica da vila de Aljezur, é uma construção do séc.XVII, posterior a 1628, ano em que foi autorizada a «Confraria do Bem Aventurado Santo António, da Vila de Aljezur» pelo Rei D. Filipe III (1621/1640).
     Em 13 de Abril de 1796, o prior de então Pe. Bernardo Joaquim de Faria na declaração «Ad perpetuam rei memoriam», alude ao facto da capela de Santo António, ter servido de Matriz, logo após o terramoto de 1755.
     Em 7 de Setembro de 1809, o Bispo do Algarve, D. Francisco Gomes do Avelar, procede à Profanação da referida Capela, conforme «Termo de Profanação» arquivado no Cartório Paroquial de Aljezur.
     A partir desta data, a Capela de Santp António, com as mínimas alterações, passou a servir de habitação.
     Em 1995 a Câmara Municipal de Aljezur adquiriu o imóvel restaurando a antiga capela, nela instalando um Museu sobre a temática antoniana.
     O espólio aqui recolhido foi oferecido por algumas entidades oficiais e particulares e encontra-se distribuído por várias vitrines. Compõe-se essencialmente de imagens de épocas diferentes, quadros, gravuras antigas, livros, moedas, medalhas, estampas e outras curiosidades relativas ao tema. O museu está integrado no Circuito Histórico Cultural, tendo sido inaugurado em 5 de Setembro de 1998.
Associação de Defesa do Património Histórico e Arqueológico de Aljezur
Fundada em 12 de Fevereiro de 1996.
Início